Blog

Mantenha-se atualizado

Gabriela Cabral

Postado por:

Gabriela Cabral

Qual a importância da gestão por processos nas organizações?

A gestão por processos é fundamental para uma gestão e controle eficaz da forma como as empresas executam suas atividades diárias.

1. Gestão por processos x Gestão de processos

Primeiramente, vamos abordar o motivo pelo qual escrevi no título deste artigo “gestão por processos” e não “gestão de processos”. É simples, a “gestão de processos” aborda o gerenciamento dos processos de forma individualizada ou departamentalizada, ao passo que a “gestão por processos” compreende a gestão e visão global dos processos de uma organização e seus impactos em cada área em que esses permeiam.

As organizações que realizam a gestão de processos geralmente adotam o modelo funcional de gestão e possuem processos estruturados dentro dos departamentos e os executam de forma individualizada e, dessa forma, os colaboradores ficam restritos às suas respectivas funções, não tendo uma visão sistêmica do trabalho que realizam e dos seus impactos em outras áreas. Logo, a gestão desses processos de forma individualizada não é suficiente para agregar valor aos clientes.

Em contrapartida, as empresas que fazem Gestão por processos de negócios priorizam a entrega de valor aos seus clientes. Sendo assim, para que uma gestão por processos seja bem-sucedida, é necessário que:

  • seja realizado um mapeamento e desenho dos processos em uma perspectiva ponta a ponta, isto é, englobando todas as áreas em que o processo permeia;
  • as áreas se enxerguem como parceiras, e não como concorrentes;
  • o desempenho do processo seja medido e rastreado continuamente e por todos os envolvidos;
  • os colaboradores sejam envolvidos no mapeamento e desenho dos processos, como também sejam reconhecidos pelas suas contribuições para o sucesso do processo.

2. A visão dos processos ponta a ponta

O gerenciamento dos processos ponta a ponta permite que a empresa tenha uma visão sistêmica do seu negócio. Nesse tipo de gestão as barreiras interfuncionais deixam de existir e há a cooperação entre os departamentos com o objetivo de entregar valor ao cliente, ou seja, o antigo modelo funcional ou vertical é deixado de lado e o fluxo do trabalho passa a ser executado e enxergado de forma horizontal. 

2.1 Foco no cliente x foco do cliente

A demanda para os produtos ou serviços de uma organização é gerada pelo cliente, portanto os processos devem ter o foco “do” cliente e não apenas o foco “no” cliente. Isso significa que os processos devem ser desenhados, desenvolvidos e executados a partir da visão do cliente, com o objetivo de entregar valor e não somente visar a redução dos custos e o aumento da produtividade, ou seja, o objetivo dos processos é entregar de forma satisfatória ao cliente o que ele valoriza ao menor esforço organizacional possível.

3. As vantagens da Gestão por Processos

As vantagens da Gestão por processos são inúmeras. Entretanto, listei 7 benefícios que a definição, modelagem e gestão por processos traz às organizações:

  1. Redução de falhas e desperdícios;
  2. Maior padronização e segurança;
  3. Maior visibilidade e controle;
  4. Maior visibilidade na entrega de valor ao cliente;
  5. Redução de custos e aumento na lucratividade;
  6. Maior assertividade na identificação de oportunidades de melhorias;
  7. Comunicação mais ágil e assertiva.

—————————————————————————————-

“Onde não há padrão, não pode haver melhoria.”

(Taiichi Ohno)